O que aprendi depois dos 30 anos!

Existem pequenos aprendizados que adquiri depois que passei dos 30 anos, cada fase traz consigo uma grande oportunidade de evoluir, de amadurecer. São hábitos que podem tornar a vida mais agradável, muitas vezes pensamos pouco sobre isso, por isso resolvi escrever aqui e compartilhar com vocês o que já deu certo para mim e para algumas pessoas que conheço, não custa nada experimentar.

Se todos os dias acordarmos e pensarmos que o nosso dia será o melhor de todos os outros, provavelmente será. Muitas vezes acordamos já desanimados e pensando apenas nos problemas, ainda sem soluções. Enchemos de ansiedade, medo e angústia o que poderia ser um dia criativo, alegre e cheio de grandes surpresas!

Ter amigos, manter amigos, cultivar amigos. Amigos verdadeiros, pessoas que nos amam e aceitam sem expectativas de nada. Que oferecem abraços e ombros amigos em qualquer situação fazem um bem fora do comum para todos os seres humanos. Viver sem isso é quase não viver, porque quase tudo temos de estar ao lado de pessoas queridas para compartilhar nossa vida. Por isso faça amizade com diferentes grupos de pessoas, cada vez mais sentirá o benefício disso!

Muita gente pensa que a felicidade só existe quando estamos com outras pessoas, com certeza a grande parte desse sentimento existe quando isso acontece. Mas existem momentos só nossos, uma solidão de vez em quando faz bem também. Nos permite colocar a casa em ordem dentro de nós. Saborear a nossa própria companhia é algo que muitas pessoas precisam aprender.

Algo que só depois dos 30 comecei a pensar e fazer foi me alimentar melhor e praticar exercícios. Queria ter feito isso antes, mas não importa a idade, o importante é começar. Evite gorduras, produtos industrializados. Procure saborear verduras, legumes e frutas, arrisque nos temperos, reaprenda a comer e não se torture evitando a todo custo comer um docinho, abra algumas exceções, isso não faz mal a ninguém. Pratique exercício, qualquer um, mas faça, 3 meses você verá o benefício e saberá como isso é essencial para a nossa energia vital.

Todo dia faço uma auto avaliação de manhã. O que eu preciso melhorar? O que eu estou deixando de fazer? Que hábito ruim ou vício posso deixar de fazer? Aprenda a ser um agente de mudança para seu próprio bem. Somos peritos em criticar, questionar, analisar a vida alheia e esquecemos das nossas! Costumo sempre orientar as pessoas a avaliarem quando algo lhes incomodam nos outros, se isso acontecer se pergunte: Por que esse hábito, jeito, comportamento nessa pessoa me irrita tanto? Com certeza a resposta irá lhe surpreender. O que me incomoda nos outros diz respeito a mim.

Aprender e desenvolver a consciência crítica, mas duvide até do que você julgar como uma verdade absoluta. Não defenda apaixonadamente uma causa sem questioná-la antes, fato é que quase sempre há alguma perspectiva que você nunca considerou sobre o assunto, e nunca é demais ser mais flexível e compreensivo. Isso evitará muitos problemas de relacionamento, é desgastante demais deparar com uma pessoa que se julga sempre certo e dono da verdade, quando essa não existe.

É muito importante aprender algo novo, sair da rotina. É importante fazer algo útil para aperfeiçoar nossa profissão, mas não deixe de aprender outras coisas que não tem nada a ver com sua carreira profissional como cozinhar, pintar, tocar instrumentos, escrever, enfim, faça tudo aquilo que não for do seu cotidiano. Isso irá ampliar sua visão de mundo.

Ler, estudar, assistir bons filmes e documentários. Estar atenta a tudo que lhe cerca. Evite revistas e jornais sensacionalistas, procure ver e ouvir os dois lados da medalha. Em alguns momentos ser imparcial é fundamental, em outros é necessário discordar, discutir e compreender a situação.

Família é sempre família, então se algo der errado nos relacionamentos, tente mais uma vez, sempre que possível claro, porque muita gente desiste antes de tentar. A melhor coisa que existe é saber que uma família vive em paz mesmo tendo pequenas discordâncias entre os membros. Pratique o perdão mesmo que a outra pessoa não queira, faça isso por você. Eu já fiz e deu certo!

Praticar o desapego. Não estou falando da forma que muita gente fala por ai, como se as pessoas fossem descartáveis. Falo de forma geral, evite acumular roupas, sapatos, papéis, entulhos, coisas. Lembre-se como viemos a esse mundo e como voltaremos, sem praticamente nada material. Li uma frase ontem num estabelecimento que dizia “o importante é o que a gente espalha e não o que a gente junta”, perfeita!

É muito importante deixar a nossa vida organizada. Consertar o que está quebrado, limpar o que está sujo, reformar o que não está em boas condições. As pessoas acostumam com as coisas. Se um vidro estiver quebrado e você não trocar, passa alguém na rua e quebra o vidro do outro lado, se uma mesa de um lugar público estiver escrita, outra pessoa vai lá e continua o rabisco, se alguém jogar lixo num lugar errado, outra pessoa vai lá e joga mais. Por isso faça o que tem que ser feito da forma certa desde o início. Aprenda a se incomodar com o que não está correto. Assim que a gente luta contra corrupção… 

Um dos maiores aprendizados da minha vida: Aprender a dizer não. Tudo nos é oferecido, mas nem tudo nos convém. Aprenda a se respeitar, se isso for contra o que você acredita, contra os seus valores, se for lhe fazer mal, para quê fazer então? Para não magoar os outros? Antes dos outros cuide de si mesmo! Retire da sua vida as pessoas que lhe fazem mal, que não acrescentam, que lhe tiram a paz. E por favor, pare de reclamar, experimente fazer isso 5 dias, sua vida melhorará em muito! Sorria para as pessoas, sorria de você, sorria de suas lembranças. Aprenda a gargalhar! Ache graça!

Por que não experimentar coisas novas, que lhe assustam, que lhe tiram o chão, que façam seu coração acelerar? Voe, ande de balão, pule de paraquedas, faça rapel, mergulhe, suba numa árvore, ande a cavalo, passe um batom vermelho, se apaixone… Vença seu medo, arrisque-se. Saia de cima do muro e viva!

Eu procuro sempre ver os dois lados da moeda. Tudo tem dois lados, até as coisas mais horríveis do mundo! Procure focar no lado bom, das coisas, dos acontecimentos, das pessoas. E quando ver isso, o que é bom, seja empático para compreender o lado obscuro, só assim conseguirá compreender tudo aquilo que hoje parece um grande mistério. Procure tirar o grande aprendizado de tudo.

Se estiver infeliz hoje, com qualquer coisa: trabalho, relacionamento, amizade, rotina, estudo… Mude. Não perca tempo com o que lhe faz infeliz. Têm gente desperdiçando a vida inteira, anos com o que não lhe agrada, com o que não lhe dá prazer, não que faz ter brilho nos olhos! Não, saia dessa zona de conforto e lute pelos seus sonhos!

Aprenda a se amar. Olhar para seu corpo e aceitá-lo, a gostar das curvinhas ou da falta delas, de ver beleza apesar dos padrões estabelecidos. Cuidar da pele, usar filtro solar. Arriscar-se numa maquiagem mais ousada ou sair com rosto lavado. Gostar de estar num lindo vestido de festa e ao mesmo tempo num pijamão da vovó. Gostar do cabelo, seja como for, desarrumado é melhor! Aceitar as nossas imperfeições (nariz, boca, barriga, perna, bunda, pé, orelha… até nosso coração!). Somos seres perfeitamente imperfeitos e por isso somos tão lindos!

Faça coisas que lhe tragam prazer e alegria. Se viajar é uma alegria, arrume as malas, se ficar em casa assistindo uma série é o que lhe dá alegria, opa, liga o Netflix ai. O importante é buscar essas pequenas doses de alegrias diárias, pode ser uma adoção de um animalzinho de estimação, plantar uma árvore, ler um bom livro, bater papo até tarde com amigos, assistir com o amor um bom filme, beber um bom vinho, devorar uma barra de chocolate, ouvir uma música preferida, cuidar do jardim, dançar pela casa… Tantas coisas, escolha, faça uma lista e aproveite!

E por fim, e nem por isso menos importante seja grato pela vida. Pela oportunidade de estar aqui nesse momento, com o que você tem, com as pessoas que lhe são especiais. Todo dia, pense sobre como seu almoço estava delicioso, como é bom saber que é amado, como sua cama é macia e quentinha, como seus amigos são legais, como seu gato é amoroso, como seu namorado é romântico ou como você se recuperou rápido de uma febre daquelas. Não importa. Apenas seja grato. Não se torne infeliz apenas para fazer os outros felizes. Não vale a pena. O que torna a vida especial são pequeninas coisas, aprenda a vê-las, a saboreá-las, a agradecer por tudo isso. Supere o que for ruim e aproveite o que for bom. Pense nisso!

Deixe seu comentário. É muito importante para mim.