Lista de desejos para o novo ano

Todo mundo pensa ou realmente faz uma listinha de desejos para o novo ano que se inicia. Hoje resolvi fazer uma lista que não vale apenas para mim, mas é um pouquinho de todos, talvez de alguns desejos esquecidos com o tempo ou alguns difíceis de serem realizados, mas que vale a pena pensar neles.

Para o novo ano desejo tolerância. Não sei se é a realidade da nossa sociedade, ou a falta de tempo, enfim, só sei que as pessoas estão intolerantes umas com as outras. Não tem mais paciência em ensinar ou aprender. Não dão preferência no trânsito, ou não cedem uma vaga ou um lugar. Não toleram os erros alheios e nem tudo aquilo que é diferente.

Desejo também abraços e beijos. Não estou falando dos amantes que demonstram tão facilmente seus gestos, estou falando entre pais e filhos, entre filhos e pais, entre irmãos, entre netos e avós, entre a família, entre amigos, entre desconhecidos, entre pessoas que são empáticas e oferecem o que tem de melhor, o afeto. Abraços fraternos e beijos carinhosos, o mundo carece disso!

Outro desejo que não pode faltar é alegria. Eu sei que com todas as dificuldades que estamos passando, crises, guerras, violência, corrupção, fome e miséria no mundo, a vontade de manter um sorriso nos lábios quase não existe. Fora as doenças e outras complicações. Porém, sem a alegria na alma corremos o grande risco de adoecermos completamente, sendo coniventes com esta sociedade que está doente há anos e não parece ter data para se recuperar. O olhar positivo sobre a vida muda nossa forma de superar qualquer problema. É importante ver o reverso da medalha, tudo tem um lado bom, melhor focar nele.

Desejo equilíbrio entre o corpo e a mente. Não adianta nada termos uma mente saudável, nos alimentarmos de pensamentos felizes, se não cuidarmos do nosso corpo. Precisamos nos exercitar, o corpo é uma máquina que também precisa ser calibrada, lubrificada e movimentada, caso contrário enferruja e começa a apresentar defeitos incorrigíveis. Praticar atividade física em qualquer idade traz o benefício da harmonia e principalmente a saúde.

Para o novo ano desejo esperança. Os dias, cada segundo a mais parece incerto e talvez duvidoso. A insegurança paira no ar, é importante ter a esperança, a fé de dias melhores, a certeza que as coisas vão melhorar. E para isso temos uma grande parcela, temos de nos comprometer a melhorar a vida, a nossa e de nossos semelhantes. Não adiante esperar que o novo ano seja menos terrível se não nos comprometemos a agir, transformando o meio onde vivemos.

Desejo realizações, desde as pequeninas às grandiosas. O sonho é o combustível da alma. Não ter objetivo de vida é viver como se não vivesse. Sonhe, passe para um papel, transforme tudo em realidade, seja persistente, tenha foco, tenha fé, acredite em você, vença os obstáculos, você é ilimitado, pode fazer muitas coisas boas, só depende exclusivamente de você. Acredite.

Desejo união, compaixão, empatia. Que nosso olhar seja sempre voltado para o coletivo. O que é bom para mim tem que ser bom para os outros, se existir segregação, se apenas alguns forem agraciados, algo está errado. Tenha esse senso de justiça, ajude àqueles que precisam de alguma coisa. Se coloque no lugar do outro, compreenda sua dor, seu sofrimento, sua angústia. A gente só dá aquilo que tem no coração, o que andamos oferecendo por ai?

Desejo a paz. Palavra tão pequena e tão significativa e que julgo dizer que poucos a tem, infelizmente. A paz é promovida nos nossos lares, com a nossa família, nos nossos ambientes de trabalho, nas igrejas que frequentamos, nos círculos de amigos que temos. E por que é tão escassa? Porque vivemos de fofoquinhas, intrigas, mesquinharias, ambições, invejas, calúnias, somente quando mudamos nossa forma de agir promovemos a paz para os outros e principalmente para nós mesmos.

E por fim, e nem por isso menos importante, desejo o amor. O amor de verdade, o sentimento inexplicável mas verdadeiro, forte, capaz de mover montanhas, de curar feridas, de aproximar os povos. O sentimento tão falado, tão popular, e no entanto, me parece desconhecido. Os pais dizem que amam seus filhos, mas não o educam, não lhe dão limites… Os filhos dizem que amam seus pais, mas quando adoecem não tem tempo para cuidar, para visitar, os internam e lá deixam, alguns até choram sua morte, outros nem isso! Os esposos dizem que amam suas esposas, seus filhos, mas não conseguem ser companheiros, não conseguem dar atenção, priorizam o trabalho, os vícios, os entretenimentos… As pessoas dizem que amam os semelhantes, mas se errarem de alguma forma, ou se forem apenas diferentes, se tiverem pensamentos contrários, podem ser mortos, violentados, maltratados por estas mesmas pessoas. E por ai vai…

Eu poderia desejar todas essas infinitas coisas que todos desejam e pedem como dinheiro, prosperidade, sucesso, fama, prestígio…. Mas todas elas não têm significado algum perto de todas as outras que descrevi acima. O ano pode lhe trazer tudo que todos desejam, mas os itens que descrevi depende de você, cada um é responsável pela sua felicidade, você é o autor da sua vida, tenha cuidado com o que se deseja porque pode se tornar realidade… Espero que deseje o que realmente importa, só assim todas as outras coisas lhe serão acrescentadas.

Feliz 2017!

Deixe seu comentário. É muito importante para mim.